Uncategorized

C. E. LUIZ AUGUSTO MARAIS REGO

 

Grupo Escolar de Toledo – 1958

 

O estabelecimento foi criado através do decreto nº 25.155, de 31 de agosto de 1959, mas seu funcionamento iniciou-se no ano de 1958 com o nome de Grupo Escolar de Toledo, oferecendo 1ª a 4ª séries e 1º grau fundamental.

Seu Decreto de criação expedido em 31 de agosto de 1958 sob o número 25.155.

A professora Ana Rosa Maciel foi a primeira diretora oficial empossada em 1959.

 

 

Em 1968, o nome oficial do educandário passou a Escola Estadual Luiz Augusto Morais Rego, tendo recebido a denominação de “Colégio” somente com a Resolução 179, em 1998.

Foi onde iniciei minha carreira de professor. Meu primeiro ano de magistério foi memorável. Lembro de quase todos os alunos da época e, inclusive, guardo os nomes da maioria deles. (Memória de M. G)

Estudei da antiga 4ª série até a metade do 3 ano do ensino médio lá. Consequentemente vivi muita coisa e muito da minha formação está relacionada com este ambiente. Uma das muitas histórias que guardo com carinho é a caça aos alienígenas que eu e um grupo de amigos fazíamos na hora do Recreio durante o ensino fundamental. Conhecia aquele Colégio tão bem (ou até melhor) que a minha casa. (Memória de E. M)

 

Uncategorized

UNIOESTE – TOLEDO

O processo de criação da primeira instituição de Ensino Superior teve o envolvimento de toda comunidade como representantes políticos, sociedade civil organizada, militares, lideranças políticas e eclesiásticas.

Segundo os documentos da época, a primeira ação mais efetiva aconteceu no dia 27 de dezembro de 1979, com a assembleia geral de constituição da Faculdade de Filosofia de Toledo

A implantação seria por um convênio entre a Prefeitura e a Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC). A proposta inicial seria a criação de três faculdades: Filosofia, Economia e Direito.

 

 

A Unioeste Campus Toledo me propiciou, além de uma experiência de graduação humana e de qualidade, amigos queridos que carrego por onde for e oportunidades de expressar minha arte no decorrer do meu curso. (Memórias de Sara Holtz)

 

Em 22 de janeiro de 1980 era oficializada a Fundação Municipal do Ensino Superior de Toledo (FUMEST), mantenedora da Faculdade de Ciências Humanas Arnaldo Busato (Facitol), como ficou titulada a faculdade municipal.

Uma grande conquista da comunidade toledana. Universidade em que frequentei turmas de 2 cursos: Ciências Econômicas e Ciências Sociais. (Memórias de Rodrigo Priesnitz)

Os primeiros cursos criados foram Filosofia e Ciências Econômicas. No vestibular de setembro de 1980, foram ofertadas 75 vagas para o primeiro curso e 65 para o outro

A participação das igrejas Católica e Evangélica de Confissão Luterana foi fundamental pela necessidade de ter um corpo de professores altamente habilitado”, lembra o ex-secretário geral da Facitol, Flávio Vendelino Scherer.

 

 

Espaço acadêmico do qual faço parte, espaço este que possibilita as pessoas periféricas ingresso na Universidade e realização de uma graduação. (Memórias de Alex Oliveira)

“Embora tivéssemos aprovação da maior parte da comunidade, o único curso de economia da região e o curso de filosofia mais conceituado do Paraná, havia uma parcela da sociedade que tinha uma cobrança e crítica política. No dia da autorização da Facitol fizemos uma comemoração na Praça da Cultura e jogaram tomates e ovos na gente, dizendo que seria uma “escolinha Walita”, sem qualidade. Isso nos motivou e desafiou ainda mais”, recorda Scherer.

Sem dúvida a Unioeste Campus Toledo faz uma parte muito importante da minha história. Além de fazer a graduação de alta qualidade em filosofia, participei da luta estudantil para melhores condições de trabalho e estudo para a comunidade desse Campus, do fervo cultural que rolava nas instalações da universidade no início dos anos 2000, da representação estudantil junto a docentes, técnicos e autoridades…e, mais importante, fiz amigos para a vida!!!!!!! (Sara)

 

 

O conjunto de salas de aula da sede foi construído em apenas 60 dia, ao custo de 10 milhões de cruzados e possuía 853 metros quadrados.

Dos 10 milhões, cerca de três foram arrecadados junto à comunidade e empresas e a complementação pela Prefeitura

Mais tarde, houve o movimento de união das faculdades municipais da região Oeste e em 1986 foi criada a Unioeste como Fundação Federação Estadual, no ano seguinte o Governo do Estado a transformou em Fundação Universidade Estadual do Oeste do Paraná e finalmente em 23 de dezembro de 1994 a Unioeste é então reconhecida como uma universidade, a primeira multicampi do Paraná.

 

 

“Com a faculdade consolidada e perspectivas de crescimento, surgiu a necessidade de unir-se com as demais faculdades da região: Cascavel, Foz do Iguaçu e Marechal Cândido Rondon. A ideia inicial era de federalizá-las

Em 1986, foi criada a Fundação Federação Estadual de Instituições de Ensino Superior do Oeste do Paraná. Posteriormente o governo do Estado assumiu, passando então para Fundação Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

 

 

Fontes: http://paranamais.com.br/post/173/Da+Facitol+a+Unioeste%2C+uma+historia+de+persistencia+e+uniao